Skip to content

RUPAUL’S DRAG RACE: SEASON 8

Atenção: esse texto contém spoilers.

Na última segunda-feira, o seriado mais divertido (e gay <3) da TV americana voltou com tudo em sua oitava temporada. A primeira coisa que chama a atenção é a representatividade! Com quatro garotas negras, duas latinas e uma asiática, a RuPaul tenta compensar a brancura que foi a season 7. Só faltou mesmo a tradicional queen plus size… Vem conferir as nossas queens favoritas!


ACID BETTY

Acid Betty não tinha convencido nos previews do programa. O estilo neon pode ficar velho um pouco rápido, mas ela já mostrou versatilidade desde o primeiro look da runway, adicionando o seu estilo de drag ao desafio. Além dos visuais incríveis, sua atitude de bitch garante mais alguns episódios de segurança, dado o histórico do programa. Phi Phi O’Hara, Rebecca Glasscock ou Darienne Lake: a temporada nunca está completa sem sua queen ácida.

acid betty


KIM CHI –
por BRUNO BAMMA

Kim Chi já deixou claro que é material de top three ao ganhar o primeiro desafio principal. Linda de drag ou sem, a queen de Chicago já era conhecida de muitos dos fãs do programa antes mesmo de ser anunciada, e já provou ser a mais simpática do grupo.

(Já pode dar a coroa pra ela.)

Tem como não ficar louco com tanta fofura? Ela consegue ser fofa, engraçada e glamurosa, tudo em apenas um look. Tou torcendo por ela!

DERRICK BARRY – por LUCAS DANNVIE

Não dá pra não ficar de queixo caído com a Britney de Derrick Barry. Ela tem experiência no que faz, performando seis noites por semana em Las Vegas e se vestindo pela primeira vez como a cantora em 2003. A versatilidade talvez seja um problema pra ela, que não sabe fazer outra coisa… mas a gente ama a Britney, não é?

britney


BOB THE DRAG QUEEN
– por SANTIAGO CORONEL

humble

(Sou hilária, bonita, talentosa e modesta.)

Bob The Drag Queen é a minha favorita da temporada. Artista stand-up de NY, Bob pode não fazer a montação mais incrível ou ter a aparência mais feminina, mas sabe bem o que deve entregar durante o programa: simpatia e irreverência. Tão autêntica quanto Katya, Trixie e Alaska, tem estrela para chegar ao top 3.

Falando na Trixie… dá uma olhada na entrevista que ela deu pra gente ano passado!

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailfacebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Be First to Comment

Deixe uma resposta